O que não te falaram sobre a Vitamina C e seus 3 benefícios para pele
novembro 29, 2018

Melasma

Melasma

 

É uma condição em que o paciente apresenta surgimento de manchas escuras na pele, normalmente no rosto, mas também nos braços, pescoço e colo. De maneira geral, o melasma é simétrico, com formatos irregulares, e acomete todo tipo de pele.

A causa não é definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar.

O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e à luz visível. Além da predisposição genética também influenciar no surgimento desta condição.

Tratamentos

O dermatologista é o profissional indicado para diagnosticar e tratar esta condição. Os tratamentos sempre são associados a orientações de proteção solar, que deve ser redobrada quando se inicia o tratamento.

O melasma sempre prevê um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte.

Os tratamentos mais realizados na clínica são protocolos personalizados para cada paciente, baseados em peelings e fontes de energia luminosa.

 

Existem diversos tipos de peelings, alguns mais superficiais e outros que alcançam camadas mais profundas da pele. O dermatologista deve orientar na escolha do método mais adequado para cada paciente.

 

O Laser e Luz Intensa Pulsada devem ser feitos com precisão para não gerar mais pigmentação, motivo pelo qual deve ser realizada por profissional habituado às fontes de energia luminosa, esta é a importância do conhecimento do médico e sua experiência.

 

Proteção solar é o cuidado número 1, e deve ser feita diariamente, mesmo que o dia esteja nublado ou chuvoso. Pela luz visível também pigmentar o melasma, devem-se associar à fotoproteção filtros físicos. Outra medida é a reaplicação do filtro solar, para manter a proteção adequada continua. As pessoas com melasma devem também utilizar roupas e chapéus apropriados.

Os comentários estão encerrados.